Educa Laboral

Burnout: A síndrome do esgotamento profissional

Burnout

Burnout: A síndrome do esgotamento profissional

Cansaço excessivo, dificuldades de concentração, alterações repentinas de humor e sentimentos de incompetência e insegurança são alguns sinais comuns da Síndrome de Burnout, também conhecida como esgotamento profissional, um problema que está longe de ser resolvido apenas com descanso.

Segundo uma pesquisa realizada pelo ISMA-BR – International Stress Management Association – Brasil, dos 72% da população brasileira que sofre de estresse demasiado, 32% foi diagnosticado com Burnout, que consequente de uma rotina de trabalho exaustiva e de longas jornadas, passou a ser considerada doença ocupacional somente no início deste ano.

Até que ponto o “trabalhe enquanto eles dormem” pode afetar a sua saúde física e mental?
Abordaremos mais sobre o assunto a seguir.

O que é Burnout?

De acordo com o Ministério da Saúde, aSíndrome de Burnout, ou do Esgotamento Profissional, “é um distúrbio emocional com sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico resultante de situações de trabalho desgastante, que demandam muita competitividade ou responsabilidade.”

Logo, sua causa está diretamente ligada à rotina de trabalho excessiva, que desencadeia estresse crônico e tensão por condições físicas, psicológicas e emocionais desgastantes, e caso não seja tratada adequadamente, pode evoluir para um quadro de ansiedade e depressão.

Com diagnósticos cada vez mais recorrentes, acomete, principalmente, profissionais expostos à muita pressão ou em situações de muita responsabilidade.

Quais os sintomas do Burnout?

Os principais sintomas do esgotamento profissional surgem nos campos comportamentais, físicos, emocionais e psicológicos, como:

  • cansaço físico e emocional excessivo;
  • sentimentos de incompetência, fracasso e insegurança;
  • alterações do humor e apetite;
  • tristeza, desânimo e apatia;
  • dores de cabeça, musculares e fadiga;
  • dificuldades de concentração e insônia.

Como evitar o esgotamento profissional?

Ao apresentar os primeiros sinais de sintoma, faça um balanço da sua rotina e identifique os gatilhos do seu estresse, para que então possa focar em formas de aliviar essa tensão de forma equilibrada.

Veja alguns exemplos abaixo:

  • Inclua exercícios no seu dia;
  • Participe de atividades de lazer com amigos e familiares;
  • Saia da rotina;
  • Converse com alguém de confiança sobre o assunto;
  • Não deixe de expor o que está sentindo para seus superiores.

E para finalizar, vale a pena uma reflexão:

Você realmente gosta e está confortável com a sua profissão?

Para se aprofundar mais no tema, separamos algumas sugestões de leitura.

Como ser feliz no trabalho

Desanimo profissional

Crise profissional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu

Seu currículo foi enviado com sucesso.
Em breve enviaremos a nossa avaliação.